fbpx
Sindifort e Intersindical prestam solidariedade ao movimento
Levante Popular da Juventude e repudiam a repressão da PM-CE

 

Na noite dia 31 de março, várias viaturas da PM e fiscais da Prefeitura Municipal de Fortaleza interromperam um ato da organização Levante Popular da Juventude, que acontecia no Conjunto José Walter em Fortaleza. O ato intitulado “Levante pela Paz”, visava organizar a juventude da comunidade que tem altos índices de violência, já tendo sido inclusive realizado outras vezes.

Conforme o Levante Popular, “Fomos surpreendidos com um forte aparato militar proibindo uma atividade que tem como objetivo a diminuição da violência e trazer lazer pra comunidade.”

A ação da PM e dos fiscais é preocupante pelo autoritarismo e porque nesta mesma data em todo o Brasil ocorreram atos de protesto contra as comemorações do golpe militar de 64, pedidas pelo presidente de extrema direita Jair Bolsonaro.

O Sindifort e a Intersindical, assim como os movimentos Povo Sem Medo e Círculos Populares, prestam solidariedade ao movimento Levante Popular da Juventude e repudiam a repressão da PM-CE. O Governo do Estado e a Prefeitura de Fortaleza devem explicações sobre o que motivou essa ação, ainda mais em uma data em que todos deveriam estar empenhados em extirpar o entulho autoritário, herança maldita da ditadura. Somos solidários ao Levante Popular e aos moradores do Conjunto José Walter.

#DitaduraNuncaMais!