No dia 15 de março, os servidores municipais de Fortaleza compareceram em massa à sede do Sindifort para a Assembleia Geral Ordinária de prestação de contas do ano de 2016. Também foram discutidas pautas da Campanha Salarial 2017 e aprovado um dia de luta para pressionar prefeito e vereadores pelo reajuste salarial. Será no dia 22 de março, quarta-feira, com concentração às 8h, na Câmara Municipal de Fortaleza (Rua Thompson Bulcão, 830 - Patriolino Ribeiro). Ônibus saindo a partir das 7h da Praça da Bandeira.
Dentre as principais reivindicações dos servidores estão o reajuste salarial de 13,60% sem parcelamento; o aporte de mais recursos da Prefeitura Municipal de Fortaleza para o IPM com um melhor funcionamento do sistema de saúde, a realização de concurso público e o fim da terceirização, entre outras.

Servidores municipais contra a reforma da Previdência e pelo Fora Temer

Após a Assembleia, servidores municipais mobilizados pelo Sindifort e Intersindical - Central da Classe trabalhadora, juntaram-se aos manifestantes concentrados na praça Clóvis Beviláqua para participar do ato unificado contra a reforma da Previdência . A iniciativa faz parte da jornada nacional de luta convocada pelas frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular contra o Projeto de Emenda Constitucional 287 do presidente golpista Michel Temer que está tramitando no Congresso Nacional.

      Aproximadamente 30 mil pessoas participaram do ato, que percorreu as ruas do centro de Fortaleza, houve protesto em frente ao prédio do INSS, na rua Pedro Pereira e teve seu encerramento na Praça do Ferreira.

   Os servidores municipais também marcharam contra o pacote de maldades que o prefeito Roberto Cláudio (PDT) está implementando através de decretos e projetos de lei que tiram e restringem direitos dos servidores e da população. Dentre eles está o Projeto de Lei 48/17, que reduziu o valor das Requisições de Pequeno Valor (RPV) e que dificulta o recebimento de valores oriundos de ações judiciais contra o Município. Também há decretos que suspendem por 3 anos o deferimento, gozo e o pagamento em pecúnia das licenças prêmio, alteram a atuação da Perícia Médica Oficial do Município e restringem a concessão de licenças para tratamento de saúde e por motivo de doença em pessoa da família, cortam o auxílio refeição para quem ganha mais de R$ 6 mil reais etc.
Além da reforma previdenciária, várias outras medidas do governo Temer, do Congresso Nacional e até do STF atacam os direitos dos trabalhadores e da população tais como a terceirização sem restrições, a reforma trabalhista, a criminalização do direito de greve etc.
O Sindifort reafirma a sua participação na luta em defesa da classe trabalhadora e convoca todos os servidores do município a participarem do ato na Câmara Municipal de Fortaleza, no próximo dia 22/3, quarta-feira, a partir das 8h, na Câmara Municipal (Rua Thompson Bulcão, 830 - Patriolino Ribeiro).

Vamos cobrar do prefeito e dos vereadores pressa na votação do reajuste salarial. Vem lutar com a gente, pois o futuro é de quem luta e sonha.

Bem-Vindo!


Agenda da Luta

 

Dia Municipal de Lutas 

-01/11/2017 | 08h | IPM (Av da Universidade)

Dia Nacional de Lutas 

 -10/11/2017 | 08h20 | Praça da Bandeira 

Dia de Luta na Câmara Municipal - ACS e ACE

-29/11/2017 | 9h | Câmara Municipal de Fortaleza

Cadastre seu email

Leia Nosso Informativo

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

       

Cartilha de direitos das mulheres

  

 

 

 

 

Vídeos do Sindifort
Facebook
Twitter
Youtube