O Juridico do Sindifort garantiu decisão liminar para que servidora municipal afastada para acompanhamento de filho menor acometido de doença grave tivesse a renovação de licença para tratamento de doença em pessoa da família. O IPM negou administrativamente a continuidade da licença com base no Decreto 13.957/2017, que faz parte do pacote de maldades do Prefeito Roberto Cláudio (PDT), sob o pretexto de conter as despesas da prefeitura.

A servidora procurou atendimento com os advogados do Sindifort que entraram com ação na justiça questionando a decisão do IPM.

O juiz concedeu liminar determinando que o Município de Fortaleza e o Instituto de Previdência do Município (IPM), prorroguem a licença por motivo de doença em pessoa da família da requerente pelo tempo necessário aos cuidados da criança.

Se você servidor público, está passando por esta ou semelhante situação, procure o Jurídico do Sindifort. Faça valer os seus direitos.

Bem-Vindo!


Agenda da Luta

 

Assembleia Geral de Abertura da Campanha Salarial 2018

19/01/2018 | 9h | Paço Municipal - Rua São José, 01

Cadastre seu email

Leia Nosso Informativo



 

 

 

 

       

Cartilha de direitos das mulheres

  

 

 

 

 

Vídeos do Sindifort
Facebook
Twitter
Youtube