Na noite de 15/07/14, enquanto trabalhava no esquema de trânsito para partida da série B do campeonato brasileiro de futebol, no Estádio Presidente Vargas, uma agente da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) foi espancada por três torcedores.

É revoltante que uma servidora, no exercício de sua função, tenha sido vítima de violência tão covarde. 

Não é a primeira vez que um agente de trânsito é agredido durante o trabalho. Mesmo assim, a gestão da AMC não tomou medidas que garantam a segurança destes servidores e não tem um programa que acompanhe tais casos. A agente agredida teve que ir sozinha ao 34º Distrito Policial para fazer o Boletim de Ocorrência.

Indignados, os agentes de trânsito paralisaram suas atividades na quarta-feira (16/07), às 6h, só retornando às atividades depois de serem recebidos pelo presidente da Autarquia, Vitor Ciasca, por volta das 9h. Na reunião, os servidores cobraram o acompanhamento do caso e melhores condições de segurança no trabalho.

O Sindifort repudia a violência sofrida pela agente de trânsito e a falta de segurança e de assistência oferecidas pela gestão da AMC. Exigimos que providências sejam tomadas para que casos como este não se repitam.

Bem-Vindo!


Agenda da Luta

Congresso Intersindical 

- 27/10/2017 | 08h | Auditório do Sindifort. 

Dia Municipal de Lutas

-01/11/2017 | 08h | IPM (Av da Universidade)

Cadastre seu email

Leia Nosso Informativo



 

 

 

 

       

Cartilha de direitos das mulheres

  

 

 

 

 

Vídeos do Sindifort
Facebook
Twitter
Youtube